Crítica norte-americana elege animação israelense como melhor filme de 2008

NOVA IORQUE ¿ Waltz With Bashir, o inovador documentário em animação sobre a invasão do Líbano por Israel em 1982, ganhou o prêmio de melhor filme de 2008 da National Society of Film Critics, que reúne a crítica norte-americana.

Redação com AP |

Intenso e inventivo, "Waltz with Bashir" narra as tentativas do diretor israelense Ari Folman em tentar recuperar suas memórias sobre o massacre que ocorreu durante o conflito, em que lutou como soldado. A história se desenrola entre entrevistas, sonhos e flashbacks, sempre em animação.

"Simplesmente Feliz" ("Happy-Go-Lucky", no original), história dirigida por Mike Leigh sobre um otimista convicto cuja visão de mundo é posta à prova, abocanhou quatro dos 10 prêmios da entidade: melhor direção e roteiro para Leigh, melhor atriz para Sally Hawkins e melhor ator coadjuvante para Eddie Marsan. O filme deve estrear ainda este mês no Brasil.

A crítica ainda elegeu Sean Penn como melhor ator por sua performance na cinebiografia "Milk ¿ A Voz da Igualdade", sobre o pioneiro político gay Harvey Milk.

Hanna Schygulla foi a vencedora de atriz coadjuvante por "Do Outro Lado", uma co-produção entre Alemanha e Turquia sobre perda e perdão.

Apesar de "Waltz with Bashir" ser baseado em uma história real, o principal prêmio de não-ficção foi para "Man on Wire", que enfoca a corajosa jornada do equilibrista Philippe Petit sobre um fio estendido entre os torres gêmeas do World Trade Center, em 1974.

"Slumdog Millionaire" conquistou o prêmio de melhor fotografia, enquanto "Razzle Dazzle", de Ken Jacobs, reinvenção de um filme de 1933 de Thomas Edison, ganhou como melhor obra experimental.

Do total de 63 membros da entidade, 49 associados votaram no último sábado. As escolhas da National Society of Film Critics em geral divergem dos ganhadores do Oscar.

Leia mais sobre: cinema , Oscar 2009

    Leia tudo sobre: cinemaoscar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG