Cristovam Buarque deve apoiar PSDB contra Sarney no Conselho de Ética

BRASíLIA ¿ Diante da possibilidade de ser alvo de retaliação do grupo aliado ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) anunciou por meio da assessoria dele que vai subscrever as denúncias que faria a Sarney.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |

AE
José Sarney é alvo de representações

Buarque teria entrado em contato com o líder dos tucanos, Artur Virgílio (PSDB-AM), por telefone e confirmado que iria apoiá-lo em duas novas denúncias que serão encaminhadas pelos dois ao Conselho de Ética, por quebra de decoro parlamentar.

Até o fim da semana, o apoio será oficializado. As novas denúncias são baseadas em reportagens que saíram nos jornais Folha de S. Paulo e no Correio Braziliense. 

A contrapartida da base aliada de Sarney seria denunciar Buarque por ter sido beneficiado pelos atos secretos, com a nomeação da mulher dele, Gladys Pessoa de Vasconcelos Buarque, como assistente parlamentar, em janeiro de 2007.

Já contra o líder tucano, há mais denúncias: ter mantido um servidor fantasma no gabinete dele; ter pedido empréstimo ao ex-diretor-geral do Senado, Agaciel Maia; e ainda ultrapassar os limites com gastos em saúde.

Representações do PSol

O PSol entrou nesta quarta-feira com a segunda representação da legenda contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), por quebra de decoro parlamentar.

O documento da oposição pede a punição ao peemedebista por ter mentido em plenário sobre o envolvimento dele com as ações da Fundação Sarney e também por ter omitido para Justiça Eleitoral a residência em que vive em Brasília.

A ex-senadora, e atual vereadora em Maceió (AL), Heloísa Helena justificou que o partido optou por uma segunda representação porque o Conselho de Ética não aceita aditamentos nas representações.

A primeira acusa Sarney por ter responsabilidade diretas na indicado do ex-diretor-geral Agaciel Maia para o cargo em 1995, por meio de atos secretos.

No total, há cinco representações contra Sarney no Conselho de Ética, sendo duas do PSOL e três do PSDB, protocoladas nesta última terça-feira.

Leia também:


Leia mais sobre: Sarney

    Leia tudo sobre: ato secretocomissãocomissão de éticarepresentaçãosarneysenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG