Cristo Redentor é reaberto após 15 dias interditado

Mesmo coberto por andaimes instalados para a reforma, o Cristo Redentor foi reaberto hoje. O monumento estava interditado há 15 dias por causa de deslizamentos de terra provocados pelas fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro no início do mês.

Agência Estado |

Apenas o acesso da rua Cosme Velho, porém, foi liberado e, ainda assim, somente para táxis e carros de turismo já cadastrados pela prefeitura.

As estradas que levam ao Cristo, dentro do Parque da Tijuca, tiveram 283 deslizamentos de terra. Os trilhos por onde passam o trem do Corcovado foram atingidos por 24 deles e ainda não há previsão de liberação da via. Hoje, na subida ao Morro do Corcovado, era possível acompanhar o trabalho de técnicos da prefeitura na retirada de terra, galhos e troncos imensos de árvores.

Carros particulares e motos não são ainda autorizados a acessar o ponto turístico. O restante da Estrada das Paineiras continua interditado ao trânsito, sem prazo de reabertura. Permanecem interditadas, ainda, as estradas do Sumaré, Dona Castorina, Vista Chinesa e o do Redentor.

Pichação

Dois homens suspeitos de terem pichado o Cristo Redentor já foram identificados, mas ainda não foram encontrados pela polícia. A limpeza da estátua está quase terminada. As obras de restauração do Cristo já foram retomadas. A previsão é de que fiquem prontas em 90 dias.

Na quinta-feira da semana passada, a estátua do Cristo amanheceu com os braços e a face pichadas com frases que diziam "Onde está a engenheira Patrícia?" (referência ao desaparecimento ainda não esclarecido da engenheira Patrícia Amiero, em junho de 2008) e "Quando os gatos saem os ratos fazem a festa".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG