Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Crise pode reduzir recursos de ministérios, diz Lula

Durante a comemoração dos 60 anos da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na capital paulista, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu que não poderá manter a quantidade de recursos de cada ministério caso a crise no sistema financeiro abale o País. Eu não posso assumir compromisso com vocês de que, se houver uma crise econômica que abale o Brasil, a gente vai manter todo o dinheiro de todos os ministérios, até porque se R$ 1 milhão a menos for arrecadado, vai ter menos dinheiro para todo mundo.

Agência Estado |

Não vai ter ilusão aqui", disse ele.

Apesar disso, ele ponderou que se isso acontecer, os efeitos serão muito menores do que nos países onde os problemas tiveram origem. "Mas é importante que a gente tenha em conta que essa crise pode chegar ao Brasil muito mais leve do que ela chegou nos países de origem", acrescentou.

Lula reconheceu que, caso haja uma recessão nos países desenvolvidos, as exportações brasileiras sofrerão uma redução, mas a diversificação da pauta e dos mercados consumidores dos produtos brasileiros devem minimizar esse eventual impacto. O presidente destacou que as medidas anunciadas pelo governo norte-americano, que decidiu comprar ações de bancos privados em vez de apenas dar dinheiro a essas instituições, representam um marco no sistema. "O coração do regime capitalista começa a ter um gostinho pelo papel do Estado, que volta a ser importante depois de ter sido desmoralizado nos últimos 30 anos", completou.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG