Crise paralisa agenda de Arruda

Desde que as denúncias de corrupção envolvendo o governador José Roberto Arruda e seu alto escalão estouraram, na última sexta-feira, a agenda do governador sofre de paralisia. Recluso em sua residência em Águas Claras, Arruda cancelou compromissos, como inauguração de obras, despachou pouco e, segundo sua assessoria, cumpre apenas agenda interna.

Fred Raposo e Erika Klingl, iG Brasília |

A lista de compromissos do governador foi retirada do site da Agência Brasília, responsável pela divulgação do Governo do Distrito Federal. No sábado, um dia após a Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, Arruda cancelou presença em evento que marcaria o início das obras do Metrô Leve ¿ VLT Brasília, que custará R$ 1,5 bilhão e ligará o centro da capital ao Aeroporto. A obra é uma das principais vitrines do governador para a eleição de 2010.

Citado na relação de convidados, Arruda também faltou, na terça-feira, ao lançamento do CD do projeto Rap com Ciência, do Instituto Sangari Brasil.

Neste período, Arruda também despachou pouco. Os atos do governador publicados nas edições do Diário Oficial desta semana resumiram-se, praticamente, a exoneração e nomeação de secretários, também reflexo da crise.

As exceções, na quarta-feira, foram a republicação de uma lei sancionada que havia saído com erro e a publicação de um decreto sobre a dispição da faixa de domínio da rodovia DF-128. Na terça-feira, foi publicado o anúncio de afastamento de um funcionário do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos que participará da Convenção do Clima, em Copenhague.

Segundo sua assessoria, Arruda vem se reunindo com equipes do governo e na terça-feira recebeu técnicos penitentenciarios que estão em greve. Também afirma que, apesar da redução de compromissos do governador, a agenda do governo não foi interrompida.

Cita, como exemplo, dois grandes eventos que acontecem nesta quinta-feira: a inauguração da terceira unidade do programa Pro-Vítima, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejus), e a primeira formatura do final do ano de 2009 do programa DF Digital, da Secretaria de Ciência e Tecnologia, na qual serão entregues quase 8 mil certificados.

Arruda estava agendado para comparecer ao evento da Sejus, segundo a assessoria do órgão. Porém, não há previsão para que o governador retome sua agenda externa.

Entenda


Inquérito da PF


Crise de 2001


    Leia tudo sobre: arruda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG