Crise no Senado não deve afetar CPI da Petrobras, diz Crivella

BRASÍLIA - O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, Marcelo Crivella (PRB/RJ), afirmou nesta terça-feira que a crise no Congresso não deve atrapalhar os trabalhos da Comissão, marcados para iniciar no dia 6 de agosto.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |

Crivella acredita que as denúncias de irregularidades da Casa e a pressão para o afastamento do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) foram feitas na direção de construir condições favoráveis a um acordo e o acordo deverá ser em torno da devolução de recursos, demissão de funcionários e afastamento de cargos.

Crivella discorda do discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que os senadores são bons pizzaiolos. Essa é uma casa cuja tradição é do acordo (..).  A CPI da Petrobras tem investigações específicas, contáveis, técnicas, que são números muito mais fácies de avaliar e uma coisa não deve ter a ver com a outra.

Leia mais sobre: CPI da Petrobras

    Leia tudo sobre: cpi da petrobras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG