O projeto da reforma eleitoral aprovado na última quarta-feira na Câmara já recebe críticas no Senado. Parlamentares ouvidos pelo Congresso em Foco classificam o texto como ¿retrocesso¿ e ¿perfumaria¿. Eles apontam ainda que não é pequena a possibilidade de o texto não conseguir ser apreciado até 30 de setembro, data limite para as novas regras vigorarem ncas eleições de 2010.

Os senadores se preparam para aprovar mudanças na legislação para as disputas de 2010 ao mesmo tempo em que o presidente da Casa, José Sarney, tenta se livrar da onda de imoralidades divulgadas nos últimos meses pela imprensa. As regras eleitorais serão feitas sob a forte influência da crise atual. O texto aprovado pela Câmara ajuda candidatos com problemas na Justiça e cria regras para campanha virtual.

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.