Crise faz museu cancelar mostra sobre Frida Kahlo em duas cidades do Brasil

CIDADE DO MÉXICO ¿ Por causa da crise econômica, o Museu Dolores Olmedo, que guarda a maior coleção de obras da pintora mexicana Frida Kahlo (1907-1954) montada por uma só pessoa, cancelou em duas cidades brasileiras a mostra que pretende levar ao país ainda este ano.

EFE |

Fontes da instituição disseram à Agência Efe que o museu não vai mais levar sua coleção de 26 peças de Frida às cidades do Rio de Janeiro e Brasília. Porém, as negociações para que a mostra chegue a São Paulo continuam.

Inicialmente, a exposição, com obras famosas como "La columna rota", "El hospital Henry Ford", "Autorretrato con changuito" e "Unos cuantos piquetitos", passaria pelas três cidades brasileiras entre abril e novembro deste ano.

"Mas, por causa da crise econômica, duas dessas praças não foram confirmadas", disse Adriana Jaramillo, diretora de Comunicação do museu. "Ainda estamos vendo com as pessoas do Brasil se é possível que uma das exposições seja levada a São Paulo, possivelmente no fim do ano", acrescentou Jaramillo.

Por levar a mostra ao Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo, o museu iria receber US$ 900 mil.

    Leia tudo sobre: frida kahlo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG