Crise do Botafogo prejudica planejamento para 2009

Sem mais pretensões na temporada, a crise financeira toma o palco central do fim de ano do Botafogo. O lateral-esquerdo Triguinho compareceu ao treinamento desta quinta-feira (depois da ausência de quarta-feira), no Engenhão, e desmentiu que estivesse seguindo o mesmo caminho do meia Carlos Alberto, que abandonou o clube e entrou na Justiça para receber salários em atraso.

Agência Estado |

Segundo Triguinho, ele precisou ir a São Paulo com urgência para resolver um problema particular e não teve tempo de comunicar a diretoria do clube. Ele deve estar em campo no jogo de domingo contra o Goiás, que ocupa pano de fundo na rotina do time e no qual as equipes estarão lutando apenas para melhorar suas posições intermediárias na tabela.

A dificuldade da diretoria do Botafogo em levantar recursos afeta o planejamento para o próximo ano. Muitos jogadores importantes, como Lúcio Flávio, Diguinho e Jorge Henrique parecem destinados a deixar o clube em 2009, uma vez que já estão recebendo sondagens de times nacionais e estrangeiros.

A própria situação do técnico Ney Franco está indefinida e sua permanência só deverá ser decidida depois da eleição dos novos presidente e conselho deliberativo, no dia 27 de novembro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG