fugiu da favela, diz Dilma - Brasil - iG" /

Crime tomou conta porque Estado fugiu da favela, diz Dilma

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou nesta quinta-feira, em entrevista ao programa Bom Dia, Ministro, da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), que o crime organizado invadiu os morros e favelas do Rio de Janeiro porque o Estado fugiu dessas áreas. No Brasil, não se investia em favelas e bairros populares, afirmou a ministra, de acordo com informação divulgada pela Agência Brasil.

Redação |

Dilma propôs uma "disputa do bem" com o tráfico para garantir a presença do Estado nas áreas com maiores índices de violência. "É possível que a gente dispute com o tráfico e façamos essa disputa do bem, que é, de fato, nossa presença efetiva, com a polícia também, mas também com obras e serviços públicos de qualidade para a população", disse.

Ajuda federal

Na quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a contribuição da União para o combate ao crime organizado no Rio de Janeiro "não tem limite" e que é preciso que o governo federal reconheça a responsabilidade, além do governo do Estado, no enfrentamento da violência. "Se somar os esforços e não ficar discutindo merreca de dinheiro, a gente pode resolver", afirmou.

Lula repetiu o que havia dito no discurso de que não é fácil enfrentar a violência. "Se fosse fácil teria resolvido em 2006, em 2005 e em 2004. Não é fácil quando se lida com gente anormal. O bandido é anormal. Nós somos normais. Se você tivesse com um arma apontada para minha cabeça eu estaria tremendo", disse o presidente a um repórter. "Temos que mostrar ao mundo que o Estado brasileiro e a parte boa da sociedade brasileira tem mais força que o crime organizado."

No último dia 17, traficantes tentaram invadir o Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na zona Norte, deflagrando uma onda de violência que resultou na morte de ao menos 42 pessoas, entre traficantes, policiais e inocentes. Durante a tentativa de invasão, um helicóptero da polícia do Rio foi abatido, ocasionando a morte de três policiais.

(*com informações da agência Estado)

Leia também:

Leia mais sobre segurança no Rio

    Leia tudo sobre: rio de janeiroviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG