Amanhã, além do combate à rubéola entre jovens e adultos, as crianças também deverão ser vacinadas. Na mesma data acontece a 2ª etapa da imunização contra a paralisia infantil e a população infantil também deve comparecer aos postos de saúde para receber a gotinha.

A meta estadual é vacinar 2,9 milhões de meninos e meninas menores de 5 anos de idade. A recomendação é levar a carteirinha ou algum documento que identifique a criança. Para garantir a imunização, foi organizada uma megaoperação. Serão cerca de 18 mil postos, 50 mil profissionais, 4 mil veículos e cinco barcos.

No dia 14 de junho, primeira fase da campanha, foram vacinadas 2,73 milhões de crianças, ou 88,34% dos 2,9 milhões previstos. O programa de imunização foi mantido por mais quatro dias para que a meta fosse alcançada. No Brasil, nenhum novo caso de poliomielite é registrado desde 1989. Em São Paulo, desde 1988. A vacina contra a paralisia infantil foi trazida aos brasileiros nos anos 60. As informações são do Jornal da Tarde .

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.