Crianças acusadas de depredar creche são ouvidas

As cinco crianças com idade entre 8 e 13 anos acusadas de invadir e depredar a Creche Escola Caminho Feliz no último domingo começaram a ser ouvidas hoje pela Promotoria da Infância e Juventude de Botucatu, a 226 km de São Paulo. Elas foram levadas ao Fórum, acompanhadas dos pais, por integrantes do Conselho Tutelar.

Agência Estado |

A mãe de um dos meninos disse que um garoto de 12 anos liderou a invasão. Segundo ela, as crianças queriam usar a internet da escola que funciona junto com a creche. Ainda esta semana, os garotos serão apresentados ao juizado da Vara da Infância e da Juventude que decidirá se eles responderão pela prática de atos infracionais.

Eles arrombaram as janelas e destruíram carteiras, armários e equipamentos, como televisores, computadores e máquinas fotográficas. O material escolar foi jogado no chão. Também invadiram a cozinha e espalharam os alimentos. Em seguida, o grupo foi à creche e, depois de depredar o berçário, ateou fogo em brinquedos usados pelas crianças. Todos os envolvidos eram alunos ou ex-alunos do estabelecimento.

A creche-escola, localizada no bairro Marajoara, periferia da cidade, integra a rede pública municipal de ensino. O local atende a 163 crianças do maternal à quarta série do ensino fundamental. Os menores foram identificados pela Polícia Militar com ajuda da Guarda Municipal. A prefeitura informou que a invasão ocorreu à tarde, num horário em que não há vigilância no local. Os meninos usaram uma alavanca para retirar a grade da janela. O prejuízo está sendo contabilizado e será cobrado dos pais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG