Segundo moradores do bairro, um grupo das Rondas Especiais da Polícia Militar baiana chegou a bairro atirando

selo

O estudante Joel da Conceição Castro, de 10 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira, em Salvador, atingido no rosto por uma bala perdida quando dormia em casa, no bairro de Nordeste de Amaralina.

Segundo moradores do bairro, um grupo das Rondas Especiais (Rondesp) da Polícia Militar (PM) baiana chegou ao bairro atirando, durante uma suposta operação contra traficantes. A casa onde Joel estava foi alvejada duas vezes. Um dos tiros atingiu o rosto do menino, que chegou a ser atendido no Hospital Geral do Estado (HGE), mas morreu por volta das três horas.

Na manhã desta segunda-feira, familiares do menino e moradores do bairro promoveram uma manifestação contra a violência policial. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, os policiais que participaram da ação trocavam tiros com suspeitos. A 28º Delegacia investiga o caso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.