Criação de emprego formal no país tem novembro recorde

BRASÍLIA (Reuters) - A economia brasileira abriu um número recorde de empregos para um mês de novembro neste ano, marcando a 10a alta seguinte dos postos de trabalho com carteira assinada, informou o Ministério do Trabalho nesta quarta-feira. Foram criadas 246.695 mil vagas líquidas, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No mês, 1.413.043 trabalhadores foram admitidos no mês passado e 1.166.348 foram demitidos.

Reuters |

"O mercado interno está bem aquecido; é o melhor novembro da história... A economia brasileira reagiu muito rapidamente (à crise)", disse a jornalistas o ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

Ele manteve a previsão de criação de 1,15 milhão a 1,2 milhão de empregos neste ano e 2 milhões em 2010. No acumulado deste ano até novembro, o saldo líquido de criação de vagas é de 1.410.302.

O mercado viu nos dados um sinal da força da atividade doméstica após números mais fracos que o esperado do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre, divulgados na semana passada.

"O dado enfatiza que a economia não só retomou sua tendência de alta como o atual ritmo é bastante sólido. Acreditamos que o emprego deverá continuar crescendo nos próximos meses", afirmou Flávio Serrano, economista sênior do BES Investimentos.

(Reportagem de Raymond Collit e Vanessa Stelzer; Edição de Paula Laier)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG