Crescem os desabrigados em Rio Bonito, em Campos, há ligeira melhora

RIO DE JANEIRO ¿ Subiu de 62 para 76 o número de pessoas desabrigadas na cidade de Rio Bonito, nas Baixadas Litorâneas do Rio de Janeiro, uma das cidades mais castigadas pelas fortes chuvas que atingem o estado há pelo menos uma semana. As 14 novas vítimas tiveram suas casas interditadas pela Defesa Civil municipal.

Redação |

Acordo Ortográfico

Os desabrigados estão acolhidos na Escola Municipal Professor Honesto de Almeida Carvalho (Emphac). No total, a instituição hospeda 38 adultos, 27 idosos e onze crianças. O número de pessoas desalojadas é de 1.350. Em relação às residências, 151 casas ficaram completamente destruídas e 144 parcialmente. São duas mil casas em situação de risco.

Nesta quinta-feira, a primeira dama do Estado, Adriana Ancelmo Cabral, esteve em Rio Bonito, acompanhada do subsecretário de governo Alexandre Felipe Vieira Mendes, para avaliar os estragos causados pelas chuvas.

Situação de Campos

A situação que era muito ruim também em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, começa a melhorar. Segundo a Defesa Civil, a água desceu de nível consideravelmente na região serrana da cidade, que ainda está alagada. Em localidades Às quais só havia acesso por helicóptero ou barco, como Lagoa de Cima, já se pode entrar pela estrada. Era prevista chuva para esta quinta-feira, o que não ocorreu, e há 1840 pessoas desabrigados na cidade.

No distrito de Ururaí, que está em pior situação, o nível das águas só desceu 20 centímetros. Com a implosão de dois diques instalados de forma irregular, a Defesa Civil espera que a situação melhore. A cidade de Conceição do Imbé continua isolada.

A ponte sobre o Rio Ururaí ainda tem passagem restrita a carros de passei, ônibus e microônibus. Caminhões não podem usar nem mesmo a estrada dos Ceramistas, pois esta ainda tem travessia muito complicada devido à enchente. Os veículos pesados devem pegar a BR-116 até Além Paraíba, ou usar a RJ-116 até Friburgo, seguindo por vias estaduais posteriormente.

A primeira dama Adriana Cabral anunciou, nesta terça-feira, uma ajuda de R$ 30 a 40 milhões do governo do Estado a Campos, para realizar obras emergenciais.

Leia mais sobre: Rio Bonito - Campos dos Goytacazes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG