Crescem casos de alergia a alimentos, dizem especialistas

Especialistas estimam que entre 4% e 8% das crianças e de 2% a 4% dos adultos têm algum tipo de alergia e esse número vem crescendo. O aumento e por quais razões os casos vêm ocorrendo estarão entre os principais temas do 35º Congresso Brasileiro de Alergia e Imunopatologia, que será realizado de 1º a 5 de novembro em Porto Alegre (RS).

Agência Estado |

Além do crescimento do número de médicos ligados à área e da melhora dos exames, que hoje são capazes de diagnosticar mais de 200 tipos de alergia, têm chegado aos consultórios mais casos de intolerância alimentar, provocados principalmente pelo glúten, corantes, flavolizantes, conservantes e antioxidantes.

Os alimentos que mais causam alergia nas crianças são leite de vaca, clara de ovo, trigo, soja e peixe. Crianças em idade escolar ou na adolescência costumam manifestar alergias também a frutos do mar. As manifestações podem ser digestivas, respiratórias ou generalizadas. “Quanto mais cedo a alergia se manifestar maiores são as chances de ela desaparecer até a criança chegar à idade adulta”, disse o alergista Evandro Prado, presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai).

Os casos podem ser leves, como as alergias que passam conforme a criança cresce, ou de intolerância grave. As alterações de fatores ambientais, como o aumento dos poluentes, e o estilo de vida, com alimentação calórica e hábitos sedentários, podem ter conduzido ao crescente desenvolvimento de doenças alérgicas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG