Tamanho do texto

Os hospitais particulares mais tradicionais da capital paulista têm registrado aumento no número de atendimentos a pacientes com diarreia e vômito. Em parte dos casos foi constatado que adultos e crianças estiveram em praias como as do Guarujá, onde um há um surto de diarreia, com cerca de 2 mil pessoas doentes desde dezembro.

No Hospital Sírio-Libanês, o movimento no pronto-atendimento aumentou 200% em relação ao início de 2009. Desde o dia 1º, pacientes com fortes dores abdominais, diarreia e vômito também têm procurado as unidades do Samaritano. O pediatra da instituição, Gerson Matsas, diz que as prováveis causas são a contaminação da água e a ingestão de alimentos estragados, principalmente de quem chegou do litoral. “O risco maior é a desidratação.”

As mesmas queixas também foram registradas no Hospital Beneficência Portuguesa. Na primeira semana de 2010, o número de crianças atendidas aumentou 50% em relação ao mesmo período de dezembro de 2009. Nove em cada dez pacientes tinham diarreia e a grande parte havia passado as festas de fim de ano no litoral. O Hospital São Camilo, na Pompeia, observa aumento no movimento no pronto-atendimento de 70% em relação ao ano passado.

Litoral

No Guarujá, autoridades informaram que foi detectado surto de diarreia na Praia das Pitangueiras. O Litoral Norte também está afetado. Em Ubatuba, do dia 1º até ontem, 469 pessoas deram entrada em postos. As informações são do Jornal da Tarde.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.