Cresce queixa contra clínica de serviços odontológicos

O Procon de São Paulo está fazendo alertas para que pacientes tenham cuidado ao assinar contratos de serviços de odontologia, principalmente em razão do acúmulo de reclamações neste ano contra a Imbra Tratamentos Odontológicos, rede especializada em implantes dentários a preços populares.

Agência Estado |

As reclamações contra a empresa saltaram de 5 em 2007 para 145 neste ano - média de 13 por mês -, segundo o órgão de proteção e defesa dos consumidores. O número é quase o triplo de protestos relacionados a outras clínicas odontológicas.

Até setembro, último mês disponível, eram 51 contestações, pulverizadas entre diversos serviços. Também supera as queixas contra profissionais autônomos e convênios. Renata Molina, técnica do Procon, diz que as críticas dos clientes referem-se principalmente à descontinuidade dos serviços, alterações do tratamento e dos valores ao longo do contrato e dificuldades para receber o que foi pago quando há desistência antes mesmo do início dos procedimentos - ou quando o prometido ao cliente não é alcançado.

Há casos em que o cliente entrega os cheques e depois é informado de que não tem massa óssea para fazer os implantes. Isso teria de ser verificado previamente. São questões que demonstram falhas no processo, diz Renata.

A Imbra destacou que a quantidade de reclamações registradas no Procon está relacionada ao fato de a empresa ser hoje a maior em sua área no País. Ela enfatiza ainda que as contestações, em média, são apenas 0,1% dos 7 mil atendimentos mensais registrados. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Leia tudo sobre: imbra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG