Cresce exigência do mercado de trabalho, mostra Pnad

O Brasil tem um total de 92,4 milhões de pessoas ocupadas, mas, para fazer parte deste grupo, é preciso cada vez mais especialização. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o mercado de trabalho está mais exigente. A participação de pessoas com 11 ou mais anos de estudo no total de empregados cresceu 8,5% de 2007 para 2008.

Redação |

Atualmente, as pessoas com mais de 11 anos de estudo representam 41,2% (38,1 milhão) dos ocupados, ou seja, aqueles que têm algum tipo de atividade remunerada. As regiões Norte e Nordeste superaram a média nacional e foram as que mais registraram aumento neste grupo, com 11,9% e 11,2%, respectivamente.

A região Sudeste, por outro lado, foi a que teve o menor crescimento, de apenas 7%. No entanto, o IBGE ressalta que ela ainda se mantém como a que concentra o maior percentual de pessoas com mais de 11 anos de estudo trabalhando. São 19,1 milhão ou 48,4% do total de empregados. No Norte, a participação desse grupo foi de 35,3% (2,4 milhões de pessoas) e, no Nordeste, de 30,5% (7,5 milhões de pessoas). 

Da mesma forma que aumentou o número de pessoas com mais de 11 anos de estudo contratadas, caiu em 7,8% a participação daquelas que estudaram de 1 a 3 anos. A região Nordeste foi a que teve a queda mais expressiva, com 12,9%. Em seguida, estão as regiões Sul (11,6%), Centro-Oeste (9,7%) e Sudeste (2,1%). 

Candidatos que têm o colegial completo são considerados príncipes. Mas, nem sempre isso é suficiente, conta a gerente de Recursos Humanos da administradora de condomínios OMA, Maria do Socorro Sales. Para conquistar uma vaga simples, como zelador ou porteiro, as exigências vão além do que se aprende nos livros. Hoje não dá para trabalhar com quem não lê, não escreve e não tem conhecimento de informática, afirma. 

Veja os principais dados da Pnad 2008:

    Leia tudo sobre: educaçãopnadtrabalho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG