Crack já lidera as vendas em alguns morros cariocas

RIO DE JANEIRO - O crack já lidera a venda de entorpecentes em algumas favelas do Rio. Investigações da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) apontam que na Vila dos Pinheiros, no Complexo da Maré, e na Favela do Jacarezinho (ambas na zona norte) a venda da pedra feita da sobra do refinamento da cocaína, misturada a bicarbonato de sódio e água já superam a maconha e a cocaína.

Agência Estado |

No Jacarezinho, os traficantes reservaram um terreno baldio para os usuários. No muro foi pichado Benvindo à cracolândia (sic). A venda do crack entrou em definitivo na cultura das favelas. É algo concreto e irreversível. Estamos concentrados agora em apreender os carregamentos para impedir que a droga chegue aos usuários, afirmou o delegado titular da Dcod, Marcus Vinícius Braga.

Em setembro, Braga revelou à reportagem que a venda de crack foi uma exigência dos traficantes paulistas do Primeiro Comando da Capital para negociar cocaína com o Comando Vermelho. Hoje, o delegado diz que as demais quadrilhas do Rio aderiram à venda da droga. A Vila dos Pinheiros é dominada pela Amigos dos Amigos (ADA) e é uma das líderes na venda do crack no Rio. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia também:

Leia mais sobre: crack

    Leia tudo sobre: crackdrogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG