CPMI vota somente requerimentos de informação nesta terça-feira

BRASÍLIA - A CPMI dos Cartões Corporativos está reunida na manhã desta terça-feira para analisar requerimentos de pedidos de informações. De acordo com a presidente da comissão, senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), não haverá votação de pedidos de convocação de autoridades como o da secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, braço direito da ministra Dilma Rousseff e suspeita participar da criação de um dossiê sobre gastos com contas de pagamento do ex-presidente FHC e sua esposa, Ruth Cardoso.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

Serrano comentou que serão apreciados primeiro os pedidos em que tanto a base governista quanto a oposição concordam com a aprovação. Após isso, diz a tucana, serão postos em votação os requerimentos onde há divergência. 

A lista de requerimentos conta com pelo menos 54 pedidos, entre eles informações relativas ao uso dos cartões corporativos nos ministérios e na Presidência da República. De acordo com o relator da CPMI, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), tudo aquilo que não envolver a segurança institucional da Presidência nem do Estado será aprovado. 

"No nosso entender todos os requerimentos que versam sobre sigilo não devem ser votados", disse. Ele defende que a apreciação de tais requerimentos só aconteçam após a CPMI ouvir o general Jorge Félix, responsável pela segurança do presidente da República, o que acontecerá na próxima terça-feira. 

Caso Serrano mantenha a disposição de votar todos os requerimentos, a base governista está munida de um documento orientando o voto em cada um deles ¿ o mesmo documento era possuído na semana passada.

Nele há a orientação para reprovar pelo menos 32 pedidos. A argumentação da base é que, ao pedir informações de maneira ampla, a oposição acaba pedindo a abertura de dados sigilosos. 

Convocações

Até a próxima quinta-feira, a CPMI vai ouvir os ministros envolvidos com gastos irregulares ou abusivos com os cartões corporativos. A presidente da comissão ainda aguarda a confirmação dos depoimentos que acontecem na quarta ou quinta-feira. Estão agendados os ministros Altemir Grogolin (Pesca) e Matilde Ribeiro (Igualdade Racial).

Leia mais sobre: cartões corporativos

    Leia tudo sobre: cpi dos cartões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG