Tamanho do texto

Os 18 vereadores da Câmara Municipal de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, assinaram hoje um requerimento para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as suspeitas de envolvimento do prefeito Carlos Alberto Bejani (PTB) com a um esquema de liberação irregular de verbas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para cidades em débito com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A CPI terá prazo de 45 dias para investigar também a suspeita de enriquecimento ilícito do prefeito por meio do desvio de recursos públicos.

As investigações poderão levar a um pedido de cassação de Bejani, que ontem foi preso temporariamente durante Operação Pasárgada da Polícia Federal. Nas buscas realizadas em sua residência e em um sítio de sua propriedade, os policiais apreenderam armas e R$ 1,12 milhão em espécie. O requerimento de instalação da CPI foi lido hoje pelo presidente da Câmara de Juiz de Fora, Vicente de Paula Oliveira (PTB), após uma reunião de quatro horas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.