CPI quer que Dantas e De Sanctis prestem novo depoimento

BRASÍLIA - Os deputados da CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas cogitam a possibilidade de convocar para prestar novo depoimento o banqueiro Daniel Dantas e o juiz da 6ª Vara, Fausto De Sanctis.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

A intenção de ouvir os dois novamente se deve ao fato de o juiz ter negado o compartilhamento de informações de dados sigilosos da Operação Satiagraha, apesar de os membros da CPI terem ido a São Paulo solicitar as informações.

O juiz já havia sinalizado que não iria repassar os dados a CPI, mas hoje sua resposta foi oficializada, o que gerou grande insatisfação entre os deputados.

Ele não quer colaborar, desde o início ele vem se negando a colaborar com a CPI, disse o deputado Laerte Bessa (PMDB-DF). 

Para o deputado Raul Jungmann (PPS-PE), a volta do juiz a CPI é essencial para o prosseguimento das investigações. 

Segundo ele, a CPI pode votar ainda hoje o requerimento de convocação de Fausto De Sanctis, depois quer for encerrado o depoimento do agente aposentado da ABIN (Agencia Brasileira de Inteligência), Francisco Ambrósio. 

O agente que participou da Operação Satiagraha a pedido do delegado Protógenes Queiroz voltou a afirmar a CPI o mesmo que havia dito em outro depoimento: que seu trabalho na operação foi apenas na triagem de emails. 

Ambrósio negou ainda que tenha tido acesso a informações de correntistas do Banco Oportunity durante a investigação. 

Eu não manuseava esse tipo de informação (de correntistas). Eu separava o que era financeiro, o que era administrativo, fazia uma triagem, uma rápida leitura e separava isso. Separava destinatários de remetentes e botava numa planilha excel, disse.

    Leia tudo sobre: operação satiagraha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG