CPI: Múcio diz esperar para hoje nomes da base aliada

O ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, disse hoje que espera para esta tarde a apresentação dos nomes da base aliada que vão compor a CPI da Petrobras, criada no Senado. Em entrevista no Palácio do Buriti, onde se reuniu com o Comitê de Articulação Federativa (CAF), José Múcio insistiu na tese de que o governo deve ter o comando da CPI.

Agência Estado |

"Este é um modelo antigo; não tem nenhuma inovação. A minoria requer e monta a CPI e na hora de escolher é a maioria que decide", disse José Múcio, referindo-se aos postos de presidente e relator da CPI.

Para o ministro, o fato de o governo ocupar os principais postos da CPI não provocará reação da oposição. Segundo ele, tanto a oposição quanto o governo têm discursos responsáveis. "O governo tem a responsabilidade de manter postos de trabalho e governar", afirmou. "Tudo vai ser discutido na CPI. Queremos aproveitar para dar oportunidade à sociedade de conhecer melhor a Petrobras e o papel dela na manutenção e criação de postos de trabalho", disse. Ele disse que ainda hoje terá novas conversas com líderes para discutir o assunto.

O anúncio dos nomes deve ser feito às 17 horas pelo líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, segundo o vice-líder do governo no Senado, Gim Argello (PTB-DF).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG