O senador João Pedro (PT-AM) foi eleito hoje presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que irá investigar a Petrobras. Ele recebeu oito votos contra três da chapa da oposição encabeçada pelo senador Alvaro Dias (PSDB-PR).

Na prática, cumpriu-se o previsto, já que a base do governo tem oito assentos na CPI e a oposição, apenas três. Ao tomar lugar na mesa, a primeira providência tomada por João Pedro foi anunciar que o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), será o relator da CPI.

João Pedro encerrou a sessão e anunciou que a CPI voltará a se reunir após o recesso, em 6 de agosto, às 10h. A CPI que investigará a Petrobras foi instalada após interferência do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) e terá 180 dias para apurar supostas irregularidades em contratos para construção de plataformas de exploração de petróleo e na licitação para a construção da refinaria Abreu e Lima (PE). Além disso, vai apurar denúncias de desvio de royalties contra a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.