CPI dos Grampos quer ouvir Dantas, Nahas e Gushiken

BRASÍLIA - O deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR) protocolou nesta quinta-feira requerimento para que a CPI das Escutas Telefônicas convoque o banqueiro Daniel Dantas, dono do Opportunity, o mega investidor Naji Nahas e o ex-ministro das Comunicações Luiz Gushiken, para deporem na Câmara dos Deputados. As convocações serão votadas na próxima semana e, segundo Fruet, o presidente da comissão, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ) já sinalizou que está de acordo com os pedidos.

Regina Bandeira - Último Segundo/Santafé Idéias |

  • STF concede liberdade a Nahas, Pitta e mais nove
  • Daniel Dantas é preso novamente pela Polícia Federal
  • Presidente do STF evita comentar nova prisão de Dantas
  • Nova prisão tem tanta solidez quanto a decisão do STF, diz Tarso
  • Provas do suborno levaram a pedido de prisão preventiva, diz MPF
  • Pitta e Nahas pedem habeas-corpus ao STF
  • Lula defende atuação da PF na operação que prendeu Dantas
  • Fala, internauta! Como você avalia a operação da PF?
  • Entenda a operação Satiagraha da Polícia Federal
  • Saiba quem são os investigados na Operação Satiagraha
  • Saiba quem são Naji Nahas, Daniel Dantas e Celso Pitta
  • José Paulo Kupfer: Entre a falcatrua e o bom negócio

  • Gustavo Fruet também solicitou cópias de documentos da chamada Operação Chacal da Polícia Federal, que investigou a multinacional americana ¿ acusada de usar métodos ilegais de busca de informações. E também pediu que a Kroll disponibilize os relatórios que elaborou sobre a empresa Brasil Telecom.
  • A convocação se justificaria pela suspeita de que em 2000, a empresa de consultoria Kroll teria sido contratada pela Brasil Telecom, na época controlada por Dantas, para subsidiar o banqueiro com informações privilegiadas. Essas informações seriam utilizadas na disputa com outra empresa (Telecom Italia) pelo controle da Brasil Telecom. A operação ilegal teria quebrado sigilos até de autoridades do governo. Um dos suspeitos de terem sido grampeados foi o então ministro Luiz Gushiken (Comunicação).

    A convocação de Naji Nahas tem relação com o mesmo fato. Na época, o empresário era consultor da Telecom Italia, e sobre ele recai a suspeita de que teria pago propina a autoridades brasileiras para que o grupo italiano se beneficiasse na transação envolvendo as duas empresas. A Câmara vai pedir à Justiça italiana cópia da denúncia de que um ex-dirigente da Telecom Italia teria pago propina para parlamentares brasileiros, declarou Fruet. 

    Os cinco requerimentos devem ser votados na terça-feira. E o relator da CPI, deputado Nelson Pellegrino (PT-BA) acredita que o requerimento não encontre dificuldades para ser aprovado, uma vez que tem conexão com o objeto da comissão, justificou. 

    Para Gustavo Fruet, que foi sub-relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios (2005-2006), os depoimentos podem esclarecer pontos da extinta comissão investigativa. Analisamos apenas 10% das mais de seis milhões de movimentações bancárias suspeitas. Faltou tempo para ir mais longe. Se der certo, teremos fatos correlatos à CPMI dos Correios, disse.

    O relatório final da CPMI dos Correios relacionou o esquema de desvio de recursos públicos e privados para autoridades e parlamentares com Dantas.

    Leia também:


    Leia mais sobre: PF

    • Leia tudo sobre: dantas

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG