CPI dos Grampos quer ir ao STF contra sigilo de teles

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Grampos, deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), disse hoje que vai tentar marcar uma audiência com o ministro Cezar Peluso, do Supremo Tribunal Federal (STF), para tentar reverter a liminar que garante a 17 operadoras de telefonia fixa e móvel o direito de preservar o sigilo dos nomes de seus clientes que foram alvo de escutas telefônicas em 2007 e que estão em segredo de Justiça. Não queremos acesso ao conteúdo do que foi interceptado e sim apenas acesso aos mandados judiciais para conferir se aconteceram realmente 409 mil interceptações telefônicas, disse Pellegrino.

Agência Estado |

"Infelizmente foi concedida essa liminar sem ouvir a CPI", lamentou o deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), presidente da CPI. "Queremos apenas fazer a contabilidade, cotejar os mandados, uma vez que as operadoras dizem existir 409 mil interceptações telefônicas", explicou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG