Começou no início da tarde, na Câmara dos Deputados, a reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga as escutas telefônicas clandestinas (CPI dos Grampos). A comissão vai ouvir o depoimento do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Jorge Armando Félix.

O ministro, que já está no plenário da comissão, vai falar sobre a denúncia de grampo telefônico no Supremo Tribunal Federal (STF), denunciado pela revista Veja , no último final de semana. Ele chegou acompanhado do diretor afastado da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), José Milton Campana, para prestar esclarecimentos. Mas o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), não concorda com a presença de Campana, sob o argumento de que ele não foi chamado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.