Entenda a operação Satiagraha da Polícia Federal http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/07/15/leia_a_integra_do_relatorio_da_operacao_santiagraha_1442917.htmlLeia a íntegra do relatório da Operação Satiagraha http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/07/14/confusoes_e_o_que_ainda_falta_explicar_no_caso_daniel_dantas_1438393.htmlVeja o que ainda falta explicar no caso Daniel Dantas " / Entenda a operação Satiagraha da Polícia Federal http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/07/15/leia_a_integra_do_relatorio_da_operacao_santiagraha_1442917.htmlLeia a íntegra do relatório da Operação Satiagraha http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/07/14/confusoes_e_o_que_ainda_falta_explicar_no_caso_daniel_dantas_1438393.htmlVeja o que ainda falta explicar no caso Daniel Dantas " /

CPI dos Grampos aprova convocação de Dantas, Protógenes e Sanctis

BRASÍLIA - A CPI das Escutas Telefônicas da Câmara aprovou, nesta quarta-feira, a convocação do banqueiro Daniel Dantas, alvo da investigação da Operação Satiagraha da Polícia Federal. O depoimento está marcado para dia 13 de agosto. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/07/08/entenda_a_operacao_satiagraha_da_policia_federal_1426230.html target=_topEntenda a operação Satiagraha da Polícia Federal http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/07/15/leia_a_integra_do_relatorio_da_operacao_santiagraha_1442917.htmlLeia a íntegra do relatório da Operação Satiagraha http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/07/14/confusoes_e_o_que_ainda_falta_explicar_no_caso_daniel_dantas_1438393.htmlVeja o que ainda falta explicar no caso Daniel Dantas

Regina Bandeira - Último Segundo/Santafé Idéias |

AE
Banqueiro Daniel Dantas, dono do banco Opportunity
Daniel Dantas, dono do banco Opportunity

Preso duas vezes na semana passada, Dantas foi libertado por decisão do Supremo Tribunal Federal. Ele também será ouvido pela PF, nesta quarta-feira.

Segundo o presidente da CPI, Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), autor do requerimento de convocação, a comissão quer confirmar se existem indícios ou práticas de grampos criminosos por parte do grupo de Daniel Dantas.

O banqueiro é suspeito de encomendar o monitoramento de telefonemas de ex-integrantes do governo, como o ex-ministro Luiz Gushiken, por meio da empresa Kroll.

A CPI quer ainda que ele esclareça a acusação de crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, gestão fraudulenta e evasão de divisas, além de pagamento de suborno a policiais.

A CPI aprovou também a convocação do delegado da PF Protógenes Queiroz, que comandou as investigações e foi afastado do caso, e do juiz Fausto de Sanctis, autor dos pedidos de prisão do banqueiro.

De acordo com Itagiba, o foco dos questionamentos a serem feitos ao juiz e ao delegado será a suspeita de realização de interceptação telefônica ilegal pelos acusados. Queremos saber se os suspeitos cometeram o crime de interceptação ilegal, disse o deputado Marcelo Itagiba.

O relator da comissão, deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), disse ainda querer saber do delegado o motivo de as escutas telefônicas da operação terem durado dois anos. Precisamos saber como estas informações foram manuseadas durante este período, disse.

Pellegrino disse que a vinda do delegado Protógenes à CPI será uma boa oportunidade para ele explicar os reais motivos de sua saída.

A base do governo impediu que fossem aprovados requerimentos de convocação do investidor Naji Najas e do ex-deputado do PT Luiz Eduardo Greenhalgh.

O prazo de encerramento da CPI é até 7 de setembro, mas o presidente da comissão tentará convencer o presidente da Casa, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), para prorrogá-la até o final do ano. "Queremos mais 120 dias para finalizar bem os trabalhos", argumenta Itagiba.  

Governo FHC

A comissão não aprovou os requerimentos de convocação do investidor Naji Najas, nem do ex-deputado do PT Luiz Eduardo Greenhalgh. Também não foram aprovados os requerimentos de convocação de ex-integrantes do governo Fernando Henrique Cardoso.

Os requerimentos do deputado Luiz Couto que convidavam o economista André Lara Rezende, ex-presidente do BNDES, e o ex-presidente do Banco Central e amigo de Dantas Pérsio Arida a virem depor na CPI não entraram sequer na pauta desta quarta-feira.

(*com Reuters)

Leia também:

Leia mais sobre: Operação Satiagraha

    Leia tudo sobre: operação satiagraha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG