A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Cartões Corporativos rejeitou o requerimento que convocava a secretária da ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, Erenice Alves Guerra, e sua chefe de gabinete, La Soledad Bajo Castrillo, para prestarem esclarecimentos sobre o suposto dossiê sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com cartões corporativos. Erenice é apontada como suposta ordenadora dos documentos.

A bancada governista votou em peso contra as duas convocações, totalizando 13 votos contra 6 da oposição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.