CPI da Petrobras é irreversível, diz Alvaro Dias

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) disse hoje em Cascavel, no oeste do Paraná, que a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras é um fato consumado e irreversível. Ele também afirmou não acreditar que algum dos 32 senadores que assinaram o pedido de criação da CPI vai retirar o seu apoio nesse momento.

Agência Estado |

"Todos os senadores assinaram conscientemente o pedido. São homens livres e sabem o que fazem. Eu acredito que eles não vão recuar. Isso seria uma covardia e pegaria muito mal, porque as denúncias de irregularidades na Petrobras são gravíssimas", afirmou.

O senador foi comunicado por telefone que o Plenário do Senado havia realizado esta manhã a leitura do requerimento de criação da CPI da Petrobras, etapa principal para que a comissão saia do papel. Com a leitura, a comissão não vai vingar se for retirada parte das 32 assinaturas colhidas pelo parlamentar paranaense. O prazo para a retirada de assinaturas vence hoje, à meia noite.

Alvaro Dias justificou que há indícios de irregularidades suficientes para a instalação da CPI. Entre os fatos enumerados por ele estão fraude em licitações, desvios de verbas e superfaturamento de obras. Essas denúncias, segundo o parlamentar, são resultados de investigações da Polícia Federal (PF), do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Ministério Público Federal (MPF).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG