CPI da Pedofilia quebra sigilo de 3,2 mil páginas do Orkut

BRASÍLIA - A Procuradoria da República do Estado de São Paulo notificou a Google do Brasil a repassar todas as informações e conteúdos denunciados no Orkut relativos à pedofilia. A CPI da Pedofilia no Senado aprovou um requerimento com o mesmo objetivo nesta quarta-feira, quando o diretor-presidente da Google no País, Alexandre Hohagen, admitiu a dificuldade de controlar abusos devido ao constante crescimento desse site de relacionamento.

Rodrigo Ledo ¿ Último Segundo/Santafé Idéias |

O requerimento implica no repasse à comissão de mais de 3,2 mil páginas da internet dentro do orkut que serão encaminhadas para investigação policial.

O procurador da República em São Paulo, Sergio Suiama, foi duro ao acusar a Google de não ceder em pontos considerados essenciais pelas autoridades para reprimir e prevenir crimes pelo Orkut. Ele ressaltou que as negociações não têm sido boas nos últimos seis meses. "Após seis meses, há poucos pontos de consenso no enfrentamento da pornografia infantil", lamentou Suiama.

Logo no início do depoimento de Hohagen, o comando da CPI ressaltou que, embora a comissão não queira atrapalhar os negócios da Google (dona do Orkut), muitas práticas ilegais como a pedofilia estão ocorrendo.

Não queremos atrapalhar de forma alguma os negócios da empresa no Brasil. Vamos preservar a privacidade, mas precisamos destes dados [sobre abuso] para não criar uma rede de pedofilia, que temos que combater de forma muito mais séria, afirmou o relator da CPI, senador Demóstenes Torres (DEM-GO).

A ala dos senadores se baseou em informações, como dados do Ministério Público, segundo os quais em 2007, 80% dos procedimentos do Ministério Público Federal para combater a pornografia infantil tinham relação com o Orkut.

No ultimo dia 4, a Procuradoria da República em São Paulo notificou o Orkut para que repasse todos os conteúdos referentes à pornografia infantil, com base em um relatoria da ONG SaferNet Brasil, segundo o qual o número de denúncias envolvendo pedofilia na internet aumentou 120% entre 2006 e 2007, passando de 121,3 mil para 267,4 mil.

Entre os números contudentes, o procurador sergio Suiama citou a porcentagem de 93,7% de conteúdos ilícitos no Orkut no total de denúncias recebidas pela ONG SaferNet. Ainda segundo ele, das 596,7 mil denúncias relativas ao Orkut, cerca de 40% de referem a difusão de pronografia infantil.

O diretor presidente da Google reconheceu que a empresa deve melhorar o controle dos conteúdos do Orkut. Mudar uma empresa do tamanho do Google demanda um esforço pessoal tremendo. Tenho estado nessa briga há dois anos ouvindo as autoridades brasileiras e lutando internamente pra fazer as mudanças, disse Alexandre Hohagen, acrescentando que o Orkut tem nada menos que 27 milhões de usuários e que este número cresce a cada dia.

São 27 milhões de pessoas que têm coisas boas para dizer, que interagem com seus amigos. Estes 27 milhões de usuários não podem ser prejudicados por algumas pessoas que cometem abusos, argumentou Hohagen, que disse estar negociando soluções técnicas com as autoridades e ONGs para diminuir a quantidade de abusos no site.


Leia mais sobre:  pedofilia - Orkut

    Leia tudo sobre: orkutpedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG