CPI da Pedofilia convoca ex-assessores do Senado para depor

BRASÍLIA - Os ex-assessores do Senado José Carlos Jacob de Carvalho e Wevandro Carvalho Sobrinho foram convocados para depor nesta quarta-feira, às 10h, na Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia.

Agência Brasil |

Ex-assessor do gabinete do senador Aloízio Mercadante (PT-SP), Jacob foi investigado por um ano pela Polícia Legislativa do Senado e denunciado ao Ministério Público por prática de pedofilia.

Ele utilizou um computador do gabinete do senador para arquivar imagens de exploração sexual de menores. Assim que foi comunicado das investigações pela Polícia Legislativa, Mercadante exonerou o assessor do seu gabinete e o devolveu ao Banco Central, seu órgão de origem.

Segundo o presidente da CPI, Magno Malta (PR-ES), Mercadante também entregou toda documentação para que a comissão realizasse as investigações devidas.

Como Jacob tem também cidadania portuguesa e a CPI tem informações de que ele estaria em Portugal, o presidente da comissão cogita encaminhar à polícia daquele país cópia do inquérito da Polícia Federal para, se for o caso, conclua o processo de investigação.

Malta já decidiu que se o ex-assessor do Senado não comparecer amanhã à CPI, caso ele esteja no Brasil, encaminhará ofício à Polícia Federal para que Jacob seja conduzido coercitivamente para depor na comissão.

O outro denunciado, Wevandro Carvalho, foi ex-chefe de gabinete do senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA).

De acordo com Magno Malta, ele é investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal por aliciar uma menina de 14 anos. Também existem denúncias de que o ex-chefe de gabinete, que é funcionário de carreira do Senado, aliciava menores nos corredores da Casa.

Leia mais sobre: CPI da Pedofilia

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG