CPI convoca Tarso a explicar ações do governo no Rio

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Violência Urbana da Câmara dos Deputados aprovou hoje a convocação do ministro da Justiça, Tarso Genro, para dar esclarecimentos sobre a onda de violência no Rio de Janeiro e as ações do governo federal para combate ao crime organizado. O requerimento é de autoria do deputado José Aníbal, líder do PSDB na Câmara.

Agência Estado |

Tarso Genro recebeu a notificação e já marcou para a próxima quarta-feira o seu depoimento.

No requerimento, José Aníbal cobra, por exemplo, informações sobre o andamento da política de controle e fiscalização da entrada de armas no País por parte da Polícia Federal. Segundo o parlamentar, o armamento pesado, obtido normalmente por grupos criminosos, está por trás de ações ousadas, como a derrubada do helicóptero da Polícia no último fim de semana. Até agora, 29 pessoas morreram nos conflitos no Rio.

A Comissão de Segurança Pública da Câmara também aprovou hoje a realização de uma audiência pública com o ministro Tarso Genro e com o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, para discutir qual política de segurança tem sido adotada para combater a criminalidade. A data para a audiência pública ainda não foi definida.

Mais recursos

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou nesta tarde que os parlamentares podem direcionar recursos de suas emendas ao Orçamento de 2010 para ampliar os recursos para segurança pública.

Segundo ele, a proposta para o ano que vem já prevê mais dinheiro para o segmento do que o que existe no Orçamento de 2009.

Ele lembrou que os parlamentares já ampliaram a previsão de receitas que vai bancar suas emendas. "Acho que é perfeitamente possível conciliar isso", afirmou o ministro durante audiência na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG