O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse hoje que o senador José Sarney (PMDB-AP) é o candidato de seu partido, o PMDB, para a presidência do Senado. É uma convocação do PMDB para que o senador Sarney assuma a candidatura à presidência do Senado, afirmou o ministro, que participou hoje da assinatura do termo de consignação de sinal para transmissão digital de televisão de seis emissoras de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Costa disse que há um rito a ser seguido no Senado, conforme o regimento interno, em que o partido com a maior bancada indica o presidente. Por isso, a indicação cabe ao PMDB, assim como na Câmara dos Deputados, comparou o ministro. Há dois anos, o PMDB cedeu o direito de indicar o presidente ao PT na Câmara, porque, segundo o ministro, não tinha candidato. "Desta vez, cabe ao PMDB indicar o candidato a presidente e eleger, porque tem maioria."

"Não existe uma disputa Câmara e Senado", afirmou ele, acrescentando que a eleição do presidente em uma Casa legislativa não exclui a eleição na outra. "São duas Casas totalmente divorciadas no processo eleitoral", argumentou. O PT pretende eleger o senador Tião Viana (PT-AC) para a presidência do Senado e espera contar com o apoio do PMDB.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.