O ministro das Comunicações, Hélio Costa, admitiu hoje que o sistema de transmissão de dados e de internet é vulnerável, mas disse que é necessário fazer uma avaliação detalhada antes de se pensar em punir a Telefônica pela pane ocorrida ontem em São Paulo. Acho que temos, primeiro, que apurar detalhadamente o que aconteceu, ver os relatórios técnicos da empresa e da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e depois de tudo isso é que poderemos ver quem é o responsável e se há responsável.

Porque há determinadas coisas que são inerentes a todo sistema eletrônico", disse Costa, depois de participar do lançamento do programa Computador Portátil para Professores, no Palácio do Planalto.

Segundo o ministro, esse tipo de pane já aconteceu em outros países, como nos Estados Unidos e na Europa. "Acho que temos que estar preparados com a rede B que seria utilizada automaticamente numa eventualidade como a que ocorreu em São Paulo". Segundo o ministro, São Paulo tem uma rede alternativa, mas ela também foi atingida pela pane. Para Hélio Costa, a Telefônica tem agido "com a maior correção" e o presidente da empresa, Antonio Carlos Valente, tem mantido contato permanente com a Anatel, com ele, e com assessores do presidente da República. Sobre a possibilidade de ressarcimento aos clientes pelos prejuízos causados pela pane, Hélio Costa disse que "é uma questão que tem que ser decidida em juízo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.