Cortejo de maestro do Olodum é acompanhado por 4 mil

Foi enterrado no fim desta tarde no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador, o corpo do músico Antonio Luis Alves de Souza, de 54 anos. Conhecido como Neguinho do Samba, Souza morreu no sábado, na capital baiana, vítima de enfarte.

Agência Estado |

Apontado como o criador do Samba-Reggae, considerado como base do Axé Music, no início dos anos 1980, Neguinho do Samba foi velado na sede da Banda Didá, onde trabalhava no Pelourinho depois de duas décadas atuando como maestro do Olodum. Compareceram ao velório o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, e o secretário de Cultura da Bahia, Márcio Meirelles.

O corpo foi levado em cortejo seguido por cerca de 4 mil pessoas ao Paço Municipal. No trajeto pelas ruas do Pelourinho, músicos do Olodum e do bloco afro Ilê Ayiê tocaram músicas e arranjos compostos por Neguinho do Samba, entre eles o de They don't care about us, sucesso do cantor norte-americano Michael Jackson.

Do centro histórico, o corpo seguiu para o cemitério em um caminhão do Corpo de Bombeiros, onde foi sepultado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG