Corte com atitude

Corte com atitude Por Vera Fiori São Paulo, 30 (AE) - Assim como libertou a mulher dos espartilhos, Coco Chanel decretou o fim dos cabelos longos, criando o corte que leva o seu nome. O estilo carré (fio reto) nunca saiu de moda e cai como uma luva em mulheres clássicas e sofisticadas, como Anne Wintour, editora da Vogue americana e musa inspiradora de O Diabo Veste Prada.

Agência Estado |

Celebridades como a atriz Katie Holmes e Victoria Beckham também adotaram o corte, só que em versões despojadas. Katie, que já usou fio reto, agora desfila com franjão desfiado, enquanto a volúvel Beckham - que recentemente tosou o cabelo à la garçonne - lançou moda com o chanel batido na nuca e comprido nas laterais, que foi batizado de "pob" por sua hairstylist de Beverly Hills.

Por aqui faz sucesso o new look de Cláudia Raia, que precisou cortar as longas madeixas para compor a personagem Donatella, na novela "A Favorita". O corte é de Wanderley Nunes, do Studio W, em São Paulo. Segundo ele, o cabelo leve e bastante repicado foi valorizado pelo tipo de rosto longilíneo da atriz, criando uma harmonia entre queixo, nariz e pescoço. "É um cabelo de atitude, que se transforma com facilidade, por ter pontas feitas com o bico da tesoura em ziguezague." Como o cabelo da atriz é naturalmente ondulado, Wanderley fez uma escova progressiva para deixá-lo liso e bem prático.

Cláudia contracena com Giulia Gam, que também usa um chanel by Wanderley, na altura do queixo e com franja frontal, efeitos que afinaram o rosto da atriz e a altura da testa.

QUEM PODE, QUEM NÃO PODE
"Personalidade e atitude superam o formato do rosto", opina Sandro Cassolari, do salão L’Autre Femme, também na capital paulista. Para ele, salvo exceções, como o rosto largo e com bochechas salientes, típico das orientais, por exemplo, todas podem usar, inclusive quem tem cabelo crespo. "Para não ficar volumoso, é só desfiar as pontas." Citando Victoria Beckham, Sandro aprova as variações com nuca mais curta e pontas laterais mais longas.

Também na opinião de Ricardo dos Anjos, da agência Gloss Management e um dos finalistas do Prêmio Moda Brasil, o chanel é viável para todas - jovens e mais velhas -, já que permite variações que tanto podem realçar determinado ângulo do rosto como disfarçá-lo. "Para isso é importante saber dosar as proporções do rosto com o comprimento dos fios. Você pode brincar com a simetria da franja, cortando enviesada ou reta, no estilo Cleópatra."

No caso da modelo das fotos acima, Ricardo dá uma dica de como ajeitar o chanel repicado, mesmo que o corte já esteja "vencido". Ele usou spray de fixação média na raiz e, com a mão, foi virando as pontas para fora, criando um look moderno e sofisticado.

Já o hairstylist Cintra, do salão De La Lastra Morumbi, na zona sul da cidade, não indica o chanel para quem tem rosto comprido ou muito redondo. "É um corte que realça os formatos oval e triangular, e pode ser usado na altura do pescoço com as pontas para fora ou desfiadas nas laterais, com a nuca batida... enfim, de várias maneiras. Quem tem cabelo crespo pode fazer relaxamento ou escova progressiva." Para a modelo maquiada por Sonia Vela, Cintra fez um corte deixando a nuca mais curta atrás, como pede a moda.

Segundo Helena Bartolomeu, do salão Ritz, em Moema, o estilo mais pedido pelas clientes é o corte batidinho na nuca, com franja e pontas desconectadas, e caimento nas laterais. "Sem dúvida é um corte que pode ser adaptado para qualquer tipo de rosto." A cabeleireira Giza de Camargo (do Ritz) diz que, para mulheres de cabelos grossos e pesados, uma opção é deixar o corte leve e com movimento. Na modelo de rosto afilado, ela optou pela franja desfiada e pontas laterais com fios irregulares, virados levemente para dentro. A maquiagem é de Jô.

Formada na escola londrina de Vidal Sassoon, a hairstylist Cristiane Calçolari, do L’Officiel III, confidencia que o chanel é um dos seus cortes favoritos, por ser desafiador. "O estilo clássico, retinho, é antiquado. Está em alta o chanel desfiado, com adaptações para diferentes tipos de rosto. Para um rosto muito redondo, por exemplo, o ideal é fazer a nuca mais batida."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG