Corrida de touros, sagrada em Madri, é atacada e defendida, numa campanha inédita

A corrida de touros está sendo objeto de uma ofensiva inédita em Madri, onde a festa taurina é uma tradição quase sagrada e tem muitos defensores apaixonados, inclusive o rei Juan Carlos.

AFP |

Algo nunca visto na capital espanhola: recentemente, milhares de pessoas, ecologistas e defensores dos animais, desfilaram até a Puerta del Sol para pedir a abolição das corridas.

Getty Images

Participantes da corrida fogem dos touros em Pamplona

Dias antes, uma associação de defesa dos animais, El Refugio (O Refúgio), havia lançado um abaixo-assinado com a intenção de conseguir 50 mil assinaturas, para apresentar ao Parlamento e iniciar um debate sobre a proibição da atividade.

Inspirava-se em iniciativa similar da Catalunha, próspera região do nordeste do país, onde ocorreram, em março, diversas audiências no parlamento regional sobre a possibilidade de se acabar com essa festa.

Getty Images

O rei Juan Carlos: pró corrida

Temendo o contágio, o governo conservador de Madri anunciou a intenção de instituir a tourada como patrimônio cultural, desencadeando a cólera dos opositores às touradas.

"Há quem insista em Madri, no governo regional, em declarar as corridas de touros como interesse cultural. Mas centenas de milhares madrilenos são contra", declarou Nacho Paunero, presidente de El Refugio.

O objetivo das manifestações é de "demonstrar a rejeição social" à medida, declarou Mireza Barbeto, porta-voz do Partido Antitaurino (Pacma), e também participante da manifestação organizada no fim de março.

"Creio que não é ético divertir-se com algo que implica o sangue, a morte e o sofrimento de um animal", sublinhou Marta Esteban, porta-voz da Fundação de Ajuda aos Animais.

"Em Madri, mais de 70% da população rejeita esses atos bárbaros e a tortura, uma vergonha nacional", segundo Mireya Barbeto.

Entretanto, esses militantes vão contra algo sagrado, em uma cidade onde a grande arena de Las Ventas permanece aberta de março a outubro e por onde desfilam os melhores matadores do momento, com destaque para o mês de maio, durante as festas de San Isidro.

No meio dessa tormenta, o rei Juan Carlos, grande amante das corridas, não hesitou em demosntrar seu apoio.

Getty Images

Manifestantes protestam contra as corridas de touros na Espanha


Segundo Luis Alvarez, importante representante dos toureiros, a corrida ainda tem belos dias pela frente.

"É um espetáculo legal e, portanto, não se pode permitir ataques como esses. Eu acredito que sejam tentativas, manobras para prejudicar a festa. Mas será muito difícil", afirmou.

Segundo ele, os militantes contra são mais numerosos que antes porque estão "mais bem organizados".

Além disso, "os filmes de animação, como as da Disney, ensinam às crianças que os animais são iguais e nos prejudicam muito", explicou.

    Leia tudo sobre: corrida de tourosmadri

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG