Correios e funcionários participam de audiência no TST

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) realiza esta manhã uma audiência de conciliação entre os Correios e os funcionários, que entraram em greve no último dia 16. Os grevistas reivindicam 41,03% de reposição salarial e acréscimo imediato de R$ 300 ao piso da categoria, que é de R$ 640.

Agência Estado |

O governo ofereceu um reajuste de 9% válido por dois anos e um acréscimo salarial de R$ 100 a partir de janeiro 2010, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Correios (Fentect).
De acordo com os Correios, apesar de o TST ter determinado que seja mantido o mínimo de 30% do efetivo nas unidades dos Correios durante o período de greve, 100 agências funcionaram na última terça-feira, com número de empregados inferior ao determinado pela Justiça. Desde terça-feira, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) passou a informar as Procuradorias Regionais do Trabalho nos Estados sobre o descumprimento da ordem judicial para que seja aplicada multa de R$ 50 mil por dia, por unidade, ao sindicato da respectiva área de jurisdição.

Os empregados dos Correios de Juiz de Fora, em Minas Gerais, decidiram em assembleia aceitar a proposta da empresa. No total, são 10 os sindicatos que optaram pelo retorno ao trabalho, enquanto 24 rejeitam a proposta, de acordo com os Correios.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG