Segundo comunicado dos Correios, será garantida a devolução das taxas pagas pelos candidatos

selo

As provas para o concurso público dos Correios, previstas para o próximo dia 28 de novembro, foram adiadas devido à decisão judicial concedida em caráter liminar pela Justiça Federal de Brasília. Os Correios informam que está sendo feita a análise do recurso pela Justiça Regional da 1ª Região, mas que a decisão não deixa prazo suficiente para a realização do exame na data prevista. Estavam inscritas 1.064.209 pessoas para 6.565 vagas.

Segundo comunicado dos Correios, será garantida a devolução das taxas pagas, devidamente atualizadas aos candidatos que vierem a desistir de sua participação no concurso. No comunicado, não há previsão de nova data e a empresa afirma que "todas as informações serão divulgadas oportunamente". Já as provas para o programa Jovem Aprendiz dos Correios estão mantidas para 15 de novembro.

Uma liminar proferida pelo juiz federal substituto Paulo Ricardo de Souza Cruz, da 5ª Vara da Justiça Federal de Brasília, suspendeu em outubro a contratação da empresa responsável pelo concurso nacional dos Correios. De acordo com os Correios à época, foi sustado o processo de contratação da Cesgranrio, que iria aplicar as provas para as 6.565 vagas para diversos setores.

Uma das justificativas para suspender a realização das provas do concurso foi a necessidade de aperfeiçoamento no sistema de segurança. O objetivo era evitar duplicidade de inscrições e vazamento de dados.

O concurso teve o edital publicado em dezembro de 2009. As vagas envolvem candidatos de níveis médio e superior em diversas áreas.

* Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.