Corregedora do Detran-SP deixa o cargo

Quatro meses depois de indicada para pôr em ordem a Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), a delegada Maria Inês Trefiglio Valente deixou o cargo. A diretoria do departamento informou apenas que sua saída se trata de medida administrativa.

Agência Estado |

Mas delegados ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo dizem que a permanência de Maria Inês na Corregedoria estava difícil por causa de conflitos internos.

No tempo em que permaneceu no cargo, a delegada foi responsável pelas investigações sobre irregularidades na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Ferraz de Vasconcelos e da fraude no sistema de coleta eletrônica de impressões digitais. Também esteve em suas mãos a apuração que levou ao afastamento do delegado Adriano Caleiro, que teve a senha usada para fraudar o sistema de pontuação de CNHs quando dirigia a Ciretran de Osasco. Maria Inês deve ir para a Academia da Polícia Civil. Seu substituto ainda não foi escolhido. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG