Corregedor pede processo contra nove deputados no DF

O corregedor-geral da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Raimundo Ribeiro (PSDB), pediu abertura de um processo disciplinar contra nove deputados distritais. Oito deles são acusados no inquérito da Operação Caixa de Pandora de serem beneficiários de esquema de corrupção local.

Agência Estado |

O nono deputado que pode ser alvo de processo é Cabo Patrício (PT), presidente da Câmara Distrital, pela acusação de ser autor de um projeto que beneficiaria o filho do deputado Leonardo Prudente (ex-DEM).

Os processos precisam agora ser aprovados pelo Comitê de Ética para estarem oficialmente abertos, segundo explicou Raimundo Ribeiro. O corregedor disse que conversou com políticos, juristas e populares antes de elaborar os pareceres e chegou à conclusão que "todos querem que essas denúncias sejam investigadas, mas ninguém quer que se faça linchamento das pessoas".

A Comissão Especial será formada pelo deputado Bispo Renato (PR), Érika Kokay (PT), Batista das Cooperativas (PRP), Alírio Neto (PPS), além do próprio Raimundo Ribeiro. O corregedor, porém, se declarou impedido de analisar, no comitê de Ética, os processos que já analisou como corregedor. Por isso, os deputados Cristiano Araújo (PTB) e Doutor Charles (PTB) ainda discutem quem substituirá Ribeiro no colegiado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG