Correção: votação de MP de bebidas agradou ao governo

A nota enviada anteriormente contém um erro no título. O correto é aprovação da MP sobre bebidas agradou ao governo.

Agência Estado |

O texto está correto e segue novamente:

A votação da Câmara que aprovou a medida provisória (MP) que proíbe a venda de bebidas alcoólicas às margens das rodovias federais foi satisfatória para o governo, informou hoje o ministro da Justiça, Tarso Genro, em entrevista coletiva. Ele afirmou que a negociação feita entre o Executivo e parlamentares para abrir uma exceção e permitir a venda de bebidas alcoólicas em áreas urbanas das vias federais foi correta e fundamental para que a MP fosse aprovada. "A negociação foi correta. Não houve um recuo no sentido principal da medida", disse.

Ele afirmou que a Câmara se adiantou e proibiu os motoristas a ingestão de qualquer quantidade de bebida alcoólica. Se a aprovação da MP for confirmada pelo Senado, o motorista que for flagrado com qualquer índice de densidade alcoólica no sangue será multado e poderá ser preso e obrigado a responder a uma ação penal.

Esse ponto, que não estava na versão original da MP enviada pelo governo, seria, de acordo com Genro, tema de outro projeto de lei a ser ainda encaminhado ao Congresso. O ministro disse que, agora, pede ao governo que seja aprovada a liberação de concursos para convocação de um número maior de policiais rodoviários federais que serão necessários para fiscalizar o cumprimento da nova lei.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG