A nota enviada anteriormente contém uma incorreção no título. Segue o texto corrigido.

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção no título. Segue o texto corrigido.

O delegado Jan Plzak, titular da Delegacia de Repressão a Roubos e Extorsões, do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), indiciou ontem o tradutor Jeferson da Cruz Miranda, de 30 anos, e o ajudante Luciano Marcos Matos, de 36 anos, por participação na invasão à casa do vereador Antônio Carlos Rodrigues (PR), presidente da Câmara Municipal de São Paulo, no bairro do Morumbi, zona sul de São Paulo.

Segundo a Polícia Civil, os investigadores cruzaram vários dados sobre os suspeitos e identificaram a dupla, que já estava presa por outro crime. Miranda, Matos e pelo menos mais três suspeitos invadiram a casa do vereador, levando joias, obras de arte, equipamentos eletroeletrônicos e dois carros, um deles um Astra da Presidência da Câmara. Luciano Marcos Matos já tem várias passagens por roubo. Miranda responde judicialmente por porte de arma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.