Corpos de 22 mortos no acidente com avião no Amazonas são sepultados

MANAUS - Os corpos de 22 das 24 vítimas do acidente com avião Bandeirante que caiu no último sábado no município de Manacapuru, no Amazonas, a 68 quilômetros de Manaus, já estão sendo enterrados em Coari, de onde partiu a aeronave. A prefeitura da cidade, a 365 quilômetros da capital amazonense, decretou luto oficial de três dias e feriado nesta segunda-feira.

Redação com agências |

Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura de Coari, houve tumulto na chegada dos corpos ao município. As vítimas, quase todas da mesma família, foram veladas em dois ginásios. Uma multidão participou do velório e seguiu em cortejo para o Cemitério Santa Tereza, onde os 22 corpos serão enterrados.

Reprodução BandNews
Modelo igual ao do avião que caiu na Amazônia
De acordo com a Polícia Militar, o copiloto, Danilson Aires da Silva, também foi velado no Colégio Presidente Kennedy. Uma outra vítima, a secretária municipal de Saúde de Coari, Joelma Aguiar, será enterrada no município de Manacapuru. O corpo do piloto foi transferido para Manaus.

Os passageiros do avião da empresa Manaus Aerotáxi fretaram a aeronave para a festa surpresa de um parente em Manaus. Ao se aproximar do Aeroporto Brigadeiro Eduardo Gomes, na capital amazonense, o piloto encontrou o tempo ruim e comunicou à torre que tinha decidido retornar para Coari. Logo depois o avião desapareceu do radar.

Investigação do acidente

Um relatório preliminar sobre as possíveis causas do acidente deve ser divulgado em dez dias. Segundo a tenente Gabriela, do Comando da Aeronáutica de Manaus, durante esse período os investigadores do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) que estão na região devem analisar o local do desastre e a aeronave, além de ouvir os quatro sobreviventes.

De acordo com a tenente, os investigadores têm até um ano para fechar o relatório final do acidente. Mas deve ser concluído bem antes, comentou. Entre as possíveis causas levantadas para o acidente, além do excesso de peso, já que o avião transportava 28 pessoas, enquanto a lotação máxima era para 20, estão a falta de combustível e o uso de querosene adulterado. Um dos sobreviventes disse que uma das hélices da aeronave parou de funcionar antes da queda.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, coronel Antônio Dias, a queda do avião ocorreu entre as 13h e 14h de sábado, próximo à ilha de Monte Cristo, na região do município de Manacapuru. A aeronave teria embicado na água e, por isso, apenas quatro passageiros que estavam sentados mais atrás, incluindo uma criança de 9 anos, conseguiram se salvar pela saída de emergência.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a obrigação de controlar a quantidade de passageiros é do piloto, o que não retira a responsabilidade da empresa proprietária da aeronave. Ainda assim, especialistas dizem que mais importante do que a quantidade de passageiros é saber o peso que o avião transportava.

O vice-presidente da Manaus Aerotaxi, Marcos Pacheco, disse que o excedente de passageiros era composto por crianças de colo . Uma portaria da Anac de 2000 permite que se transporte até 30% a mais de passageiros crianças com até dois anos. Na aeronave que caiu, no entanto, havia crianças com mais de 7 anos viajando no colo.

Pacheco não soube informar quanto tempo de voo tinha a aeronave, mas garantiu que o avião estava com a documentação em ordem e autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A queda

O aparelho, um EMB-110 Bandeirante, caiu na tarde do último sábado no rio Manacupuru, afluente do Amazonas, quando fazia um voo fretado com 26 passageiros e dois tripulantes entre o município de Coari e Manaus.

Segundo autoridades aeronáuticas, o piloto do turboélice se comunicou com a torre de controle do aeroporto de Manaus para informar que enfrentava uma forte chuva e um problema técnico e que tentaria uma aterrissagem na região.

Minutos depois dessa comunicação, a torre de controle perdeu contato com a aeronave, cujo piloto aparentemente tentou fazer uma aterrissagem de emergência em uma pista abandonada da aldeia de Santo Antonio, pertencente ao município de Manacapuru, a 80 quilômetros de Manaus.

No entanto, o aparelho caiu no rio, de onde o serviço de resgate conseguiu recuperar com vida Ana Lúcia Reis, de 43 anos; Brenda Dias Moraes, de 21; Eric Evangelista da Costa, de 23, e Yan da Costa Liberal, de 9 anos.

Todos os sobreviventes viajavam na parte traseira do avião, disseram o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil. Brenda contou que quando o avião caiu na água conseguiu abrir a porta traseira e sair da aeronave com as outras três pessoas que sobreviveram, antes de ele afundar.

Uma das sobreviventes explicou às autoridades que um dos motores falhou em pleno voo, por isso o piloto tentou fazer uma aterrissagem de emergência, mas caiu a 500 metros da cabeceira da pista.

Veja a lista dos passageiros do avião:

Passageiros:

01 - Julia Caiane Melo Duarte
02 - Adalto Santos dos Santos
03 - Tamara Maria da Silva
04 - Hosana de Souza Melo
05 - Daniela de Souza Melo
06 - Janete Melo dos Santos
07 - Merciclei de Souza Melo
08 - Mateus Dantas da Silva
09 - Evandro da Costa
10 - João Liberal Neto
11 - Erick da Costa Liberal, 23 anos - sobrevivente
12 - Natalia da Costa Liberal
13 - Joelma Aguiar
14 - Ana Lucia Reis Laurea, 43 anos - sobrevivente
15 - Brenda Dias Moraes, 23 anos - sobrevivente
16 - Jonas de Souza Melo
17 - Micicleide de Oliveira
18 - Yan da Costa Liberal, 9 anos (menor) - sobrevivente
19 - Stefhanie da Costa Liberal
20 - Laio Neto Melo Pinheiro (menor)
21 - Anads Junior
22 - Daniel de Melo
23 - Emanuel de Melo (menor)
24 - Luis Eduardo Melo Santos (menor)
25 - Maria Eduarda Melo (menor)
26 - Camile Almeida Melo (menor)

Tripulantes:

27 - Piloto - César Leonel Grieger, 47 anos, gaúcho
28 - Copiloto - Danilson Cirino Ayres da Silva, 23 anos, amazonense


Local do acidente

(Com informações da Efe, Agência Brasil e Agência Estado )

Leia mais sobre acidente de avião

    Leia tudo sobre: avião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG