Corpo encontrado em praia do Rio pode ser de engenheira desaparecida

RIO DE JANEIRO ¿ Agentes do 17º BPM (Ilha) foram acionados na madrugada deste domingo depois que um pescador encontrou o corpo de uma mulher em estado de decomposição na Praia da Bica, na Ilha do Governador. Os policiais suspeitam que o corpo possa ser da engenheira Patrícia Amieiro, de 24 anos, que está desaparecida desde o dia 14 de junho.

Redação |

De acordo com a PM, apesar do estado do corpo, dava para ver que pertencia a uma mulher branca. A praia aonde o corpo foi encontrado fica na Baía de Guanabara e, portanto, a correnteza poderia ter arrastado ele até lá. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para análise.

O titular da Delegacia Anti-Seqüestro, Marcos Reimão, já solicitou à Marinha um relatório específico sobre marés e correntezas, para tentar determinar uma região onde o corpo de Patrícia poderia ser encontrado. O estudo ainda não está pronto.

O caso

A engenheira Patrícia Amieiro está desaparecida desde o dia 14 de junho. Ela voltava de um show do Monobloco no Morro da Urca quando teria batido com o carro na chegada à Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio. O veículo foi encontrado dentro do Canal de Marapendi.

O carro de Patrícia caiu de uma altura de 15 metros. Com o acidente, o vidro traseiro quebrou e o porta-malas estava aberto. No entanto, o cinto de segurança estava afivelado e não havia vestígios de sangue. Segundo os bombeiros que participaram das buscas, foram encontrados o relógio e a pulseira da engenheira dentro d´água, próximo ao carro.

A Delegacia Anti-Seqüestro (DAS), que investiga o caso, trabalha com a hipótese de acidente, seqüestro ou tentativa de assalto. 

Leia mais sobre: acidentes

    Leia tudo sobre: acidentecorpodesaparecimentoimlmortepraiario

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG