O corpo da médica pediatra e sanitarista brasileira Zilda Arns, vítima do terremoto no Haiti, deve chegar ao Brasil na madrugada desta sexta-feira, no avião que trará de volta ao País o ministro da Defesa, Nelson Jobim. Foi o que informaram assessores do Ministério da Defesa, em Brasília, e militares brasileiros da missão de paz das Nações Unidas no Haiti, que falaram por telefone à Agência Estado .

O avião parte de Porto Príncipe, capital haitiana, às 17 horas locais - 20 horas pelo horário de Brasília -, e traz também o senador Flávio Arns (PSDB-PR), sobrinho de Zilda Arns, que estava no Haiti como coordenadora da Pastoral da Criança, entidade da qual foi fundadora.

O avião pousará na Base Aérea de Brasília, onde outra aeronave estará aguardando para transportar o corpo da médica brasileira para Curitiba. Ela será velada amanhã, no Palácio das Araucárias, sede do governo estadual do Paraná, e sepultada no Cemitério da Água Verde.

Os integrantes da missão de paz que falaram com a Agência Estado por telefone informaram que o avião do ministro Jobim não trará os corpos dos 14 militares brasileiros que morreram no terremoto. Os procedimentos para o embarque desses corpos ainda não foram concluídos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.