Chegou na madrugada de hoje, em Brasília, o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com corpo da médica Zilda Arns, morta no terremoto que devastou o Haiti na terça-feira. Na mesma aeronave, que partiu de Porto Príncipe, capital haitiana, ontem à noite, retornaram ao Brasil o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o sobrinho da médica, senador Flávio Arns (PSDB-PR), entre outras autoridades.

Uma religiosa, que estava com a coordenadora internacional da Pastoral da Criança durante a missão no país do Caribe, acompanhou o traslado.

Segundo nota da FAB, o corpo da médica Zilda Arns seguirá para Curitiba em outro avião, com previsão de decolagem a para as 8 horas. A fundadora da Pastoral da Criança morreu no terremoto de magnitude 7 na Escala Richter que arrasou o Haiti na terça-feira, deixando milhares de mortos. Ela havia acabado de realizar uma palestra para cerca de 150 pessoas em uma igreja que ruiu e morreu ao ser atingida na cabeça pelos escombros.

Velório

O corpo de Zilda Arns será velado no Palácio das Araucárias, sede do governo paranaense. Inicialmente o velório ocorreria na sede na Pastoral da Criança, mas o local foi mudado devido à facilidade de acesso para visitantes, em especial idosos. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), já confirmaram a presença no velório.

Hoje à tarde deve chegar à Base Aérea de São Paulo, em Guarulhos, outra aeronave da Força Aérea, transportando 19 militares brasileiros feridos no terremoto. Um Hércules C-130 também deverá pousar na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, trazendo civis repatriados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.