Corpo de Naya foi retirado ilegalmente, diz delegada

A titular da Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) de Ilhéus, município a 459 quilômetros ao sul de Salvador, Adriana Paternostro, afirma que as investigações sobre a morte do empresário e ex-deputado Sérgio Naya podem ter sido atrapalhadas pela remoção ilegal do corpo do hotel Jardim Atlântico. Não fomos comunicados sobre a morte nem autorizamos a retirada do corpo, disse.

Agência Estado |

"Essa autorização é dada pela delegacia, que depois comunica o Departamento de Polícia Técnica, que providencia a remoção para o Instituto Médico Legal."

O corpo de Naya, encontrado morto na tarde de hoje em seu quarto no hotel, já passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML). A causa da morte deve ser oficialmente conhecida em até 30 dias, mas suspeita-se que o empresário tenha sofrido um enfarte fulminante.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG